Saindo do Casulo

borboleta

Oi gente…

Faz um tempinho que não apareço por aqui, aconteceram tantas coisas que vou tentar resumir um cadinho para vocês!!!

Lembra que eu estava toda empolgada para querer morar sozinha? Separei imagens de decoração, de todos os ambientes e fiquei sonhando e mentalizando (O Segredo) pára que isso acontecesse… eeeee… aconteceu!

Claro, que não foi como as fotos que separei… rs… Afinal, quando resolvi mudar eu tinha somente minha cama e meu guarda roupas, rs… Ah e um sofá vermelho de dois lugares que minha mãe me deu…

E sabe de uma coisa, foi a melhor sensação do MUNDO!!! Como fiquei feliz, agora eu tenho meu cantinho… ❤

Me mudei em maio e agora, minha casa já tá quase completinha… na verdade meu apê é bem pequeno, mas tá ficando a minha cara e já é bem confortavel!

Minha cozinha, é uma cozinha gourmet e não coube o fogão de 4 bocas… rs, mas isso não foi o problema. Consegui adaptar um fogão de 2 bocas e ficou show de bola! Afinal, não sou nenhuma Master Chef. Por falar em cozinhar, descobri que sou ainda pior do que eu pensava na cozinha… ainda bem que não tenho fogão com forno, senão ia ser ainda mais humilhante… rs.

Mas em uma coisa eu estou ficando fera… em fazer tapioca! Ah são tantas receitas de recheio que, fala sério, é muito bom experimentar… Vou fazer um post sobre algumas recetinhas com a goma de tapioca que peguei na Net!!!

Essa mudança (literalmente) está sendo MARAVILHOSA e já não me imagino sem ter meu cantinho!

Outra coisa que surgiu com essa mudança, foi resgatar uma antiga profissão que eu havia deixado de lado por um tempo para me dedicar a administração. A Linfoterapia (Drenagem Linfática), sou formada em linfoterapia há mais de 10 anos e é uma das coisas que eu amo fazer, porém, como não tinha espaço e estava me dedicando mais a área administrativa, eu deixei um pouquinho de lado. Mas agora, estou atendendo novamente, e estou super feliz… Claro que minhas amigas também, afinal, quem não quer ficar gata e sem celulite para o verão?!Rs.

Então, estou trabalhando com a Drenagem Linfática e atendo com a Transformare Consultoria também… Consegui juntar as duas coisas que eu mais amo fazer e transformar isso em TRABALHO, não é demais?

Claro, que as coisas ainda vão demorar a se encaixar mas, praticando (O Segredo) e trabalhando duro, sei que tudo vai se encaixando…

E olhando para tras, não podia nem imaginar que estaria aqui hoje…. só tenho gratidão em meu coração! Deus, família e amigos(de verdade), me ajudaram muito a sair de um estágio quase deprê e tomar decisões em minha vida!

Eles foram muito importantes, mas como sempre, o primeiro passo que dá é você! No começo dá aquele frio na barriga, sabe. Mas depois vai tudo se encaixando… é incrível!!! 😀

Agora, tô querendo começar um novo projeto de emagrecimento… Quero seguir direitinho e conseguir colocar minha saúde em primeiro lugar na minha vida, no momento. Sabe quando você sente seu corpo implorando para você melhorar… além da estética, claro, é a minha saúde gritando: Como vai ser minha filha? As coisas não estão boas e pode só piorar entre nós!

…minha saúde gritando: Como vai ser minha filha? As coisas não estão boas e pode só piorar entre nós!…

Então, resolvi começar… ainda não sei direito como vou fazer, se vou postar, falar sobre… mas sei que já dei o primeiro passo que é aceitar que preciso mudar… Agora quero consultar um médico psiquiatra para entender aonde começou essa compulsão alimentar… tenho minhas suspeitas, mas sei que com a ajuda de um profissional será mais facil entender porque “desconto” tudo em comida… Tá feliz, come… Tá alegre, come… eu hein?! Rs…

E olha que sou capaz de passar um dia inteiro sem me alimentar (super errado), mas basta uma emoção, uma ansiedade… já era!

borboleta-metamorfose

Então… vou focar muito nisso… por isso não se assustem se eu começar a falar só de comida! KKK… sei que vou ter que reeducar minha alimentação, comer em tempos e porções menores e entender mais os alimentos que estou ingerindo…  claro que vou dividir algumas coisas, né?!

Bom gente, é isso ai!

Hoje vim falar um pouquinho disso, mas devagarinho a gente vai trocando figurinha como sempre, e vou contando mais novidades!!

Saindo do casulo e voando para o MUNDO!!!

Minha Alma possui asas….

Boa Noite!

Beijos no coração, da Lets. ❤

Biomassa de Banana Verde

Oi gente! Tudo bem ai?

Hoje vim falar sobre a biomassa da banana verde. de uns tempos pra cá tenho ouvido falar bastante e resolvi dar uma pesquisada e aderi-la em minha dieta.

biomassa-de-banana-verde-antes-e-depois

Ainda não fiz, mas fiquei sabendo que vende em caixinha também, e não tem gosto! Assim, dá pra fazer várias receitas com ela.

Mas, vamos falar dos benefícios da biomassa de banana verde:

1- Ela é rica em prebióticos que alimentam as bactérias boas do nosso intestino e dificultam a entrada das bactérias ruins

2- Auxilia na dieta. É rica em fibras, o que além de auxiliar no bom funcionamento do intestino, ainda reduz a absorção de gordura e hormônios ligados ao acúmulo de gordura.

3- Tem baixo índice glicêmico, ou seja, tem digestão e absorção mais lentos e assim, a quantidade de glicose liberada no sangue é gradativa, o que faz com que o níveis de glicose sejam controlados.

4- Na culinária, funciona como espessante (substitui o leite condensado, creme de leite, maionese)5- Super indicada pra quem tem restrição alimentar porque auxilia na recuperação da saúde intestinal

6- Previne a osteoporose pois ajuda o organismo na absorção de cálcio7- Diminui sintomas da TPM, porque tem vitamina B6 e triptofano, elementos responsáveis por sintetizar a serotonina, hormônio responsável pelo bom humor;

Como fazer?

biomassa de banana

Ingredientes

10 bananas nanicas bem verdes

Modo de preparo

– Corte 10 bananas nanicas pela ponta sem deixar aparecer a polpa. Lave-as com casca, uma a uma, utilizando esponja com água e sabão e enxague bem.
– Ferva água suficiente para cobrir as bananas em uma panela de pressão de 7 litros. Coloque as bananas com casca na água fervente (para criar choque térmico).
– Tampe a panela e conte 8 minutos a partir do início da pressão da panela. Desligue e deixe as bananas cozinhando até o vapor escapar ou até 20 minutos de cocção.
– Ao término do cozimento, mantenha as bananas na água quente da panela.
– Vá aos poucos tirando a casca da polpa, que deve ser passada imediatamente no processador ou liquidificador. É importante que a polpa esteja bem quente, para não esfarinhar.
– Triture a polpa até ficar homogênea, adicionando água mineral suficiente para deixar virar um creme.
– Se não for utilizar imediatamente, guarde na geladeira por até 5 dias ou congele por até 3 meses em vasilhas de vidro ou na vasilha de gelo (tem de ser de plástico duro e novo, sem ranhuras para não haver contaminação de derivados de plástico ou micro-organismos).

DICAS IMPORTANTES

– Cuidado para não queimar o liquidificador: como é uma massa pesada, a dica é colocar junto com 5 bananas no liquidificador pelo menos 100ml de água mineral.
– Colocar para congelar em porções suficientes para acrescentar nas preparações. Para descongelar, utilizar um pouco de água para dissolver em panela aquecida em fogo brando.
– Para facilitar a limpeza da panela após o processo unte-a antes com óleo com auxílio de um papel toalha e também pode passar óleo após fazer a banana para que o resíduo saia com facilidade.

Essas dicas eu peguei aqui!

A biomassa de banana verde consiste em uma preparação feita com polpa de bananas verdes cozidas. Esta simples preparação é capaz de melhorar a imunidade, contribuir para o desenvolvimento da microbiota intestinal, reduzir o risco de câncer de intestino, controlar os níveis de colesterol, prevenir o diabetes e evitar o acúmulo de gordura abdominal.

Principais nutrientes da biomassa de banana verde

A biomassa de banana verde se destaca por possuir boas quantidades de um amido resistente que é uma espécie de fibra que o aparelho digestivo não consegue digerir. Como este tipo de fibra não é digerida, ela serve de alimento para as bactérias benéficas do intestino e assim contribui para o desenvolvimento da microbiota intestinal. Consequentemente, a imunidade melhora e o risco de câncer no intestino diminui. Esta fibra também previne o diabetes tipo 2 e melhora o trânsito intestinal.

A biomassa de banana verde também possui vitamina A, que é importante para a saúde dos olhos, da pele e contribui para o crescimento. O alimento conta com vitaminas do complexo B, B1, B2 e B3, que agem no metabolismo da glicose, dos ácidos graxos e aminoácidos, ou seja, ajudam o organismo a utilizar essas substâncias com eficiência. O potássio, o manganês e o fósforo também estão presentes na biomassa de banana verde.

Benefícios da biomassa de banana verde

Previne o diabetes tipo 2: As fibras da biomassa de banana verde ajudam a evitar os picos de glicose no sangue, fazendo com que ela seja liberada aos poucos. Estes picos de glicose levam a picos de insulina. Diante de constantes picos de insulina, alguns órgãos passam a se tornar tolerantes a ela, sendo preciso cada vez mais insulina para cumprir a mesma função, gerando o quadro de resistência à insulina, que se não for combatido pode evoluir para o diabetes tipo 2.

Ajuda na perda de peso: A biomassa de banana verde contribui para o emagrecimento porque as fibras evitam o pico de glicose e fazem com que ela seja liberada aos poucos, fazendo com que a pessoa sinta saciedade por mais tempo.

Melhora a saúde da microbiota intestinal: A biomassa de banana verde se destaca por possuir boas quantidades de um amido resistente que é uma espécie de fibra que o aparelho digestivo não consegue digerir. Como este tipo de fibra não é digerida, ela serve de alimento para as bactérias benéficas do intestino e assim contribui para o desenvolvimento da microbiota intestinal.

Melhora a imunidade: O amido resistente da biomassa de banana verde contribui para a saúde da microbiota intestinal. Quando a microbiota intestinal está saudável existe a produção de uma substância chamada citocina anti-inflamatória que melhora a imunidade, fazendo com que os anticorpos trabalhem com mais eficiência.
A biomassa de banana verde melhora a imunidade - Foto: Getty Images
A biomassa de banana verde melhora a imunidade

Além disso, quando a microbiota intestinal está saudável, ela produz uma substância chamada butirato, um aminoácido de cadeia curta que é um combustível para os anticorpos do intestino terem mais força para atacar invasores.

Diminui os níveis de colesterol: O butirato, que é produzido quando a microbiota intestinal está saudável, também tem o efeito de diminuir discretamente a produção do colesterol do fígado. Já o amido resistente reduz o colesterol que nós ingerimos.

Melhora o trânsito intestinal: As fibras não digeríveis na da biomassa de banana verde contribuem para a formação do bolo fecal, com um bolo fecal maior, ele sairá com mais facilidade. Assim, há melhora no trânsito intestinal.

Quantidade recomendada de banana verde

A orientação é não ultrapassar o consumo de duas colheres de sopa de biomassa de banana verde por dia.

Como consumir a biomassa de banana verde

A biomassa de banana verde pode ser utilizada na culinária como um espessante para dar mais consistência nas receitas culinárias. Ela substitui boa parte das receitas que utilizam óleo, maionese, creme de leite e qualquer outro espessante e não altera o sabor ou interfere no sabor do prato. A biomassa também pode ser adicionada em sucos.

Quando a biomassa de banana verde é feita em casa, ela pode ser guardada na geladeira por sete dias ou congelada por até dois meses. Para descongelar basta deixar a biomassa em temperatura ambiente ou aquecê-la em banho-maria.

Contraindicações

A biomassa de banana verde ajuda na perda de peso - Foto: Getty Images
A biomassa de banana verde ajuda na perda de peso

Não há contraindicações para o consumo de biomassa de banana verde, somente pessoas que tem alergia à banana devem evitar o consumo do alimento.

Risco do consumo em excesso

O consumo em excesso de biomassa de banana verde pode causar gases, flatulências e diminuir a absorção de alguns minerais, como o zinco e cálcio. Outro risco do excesso do alimento é o intestino ficar solto.

E essas dicas Aqui!

Se quer inserir esse segredinho nas receitas fitness, aqui tem 16 receitas de dar água na boca! Pratique!

Beijos da Let´s.

Salada no Pote

Oi gente , tudo bem?

Vocês já conhecem a salada no pote? Então, elas são super práticas para as pessoas que andam na correria e não querem deixar de se alimentarem com uma comida saudável.

b0e150e154b531603f77acf254600a4d

A salada dura em média 5 a 7 dias, deixe o pote bem limpinho e as folhas secas. O ideal é que o pote seja de vidro e com tampa para conservar melhor os ingredientes.

Montagem: salada no pote de vidro

1). Comece a montagem de sua salada pelo molho. Pode ser pronto ou alguma receitinha caseira, como mostarda, parmesão, molho tártaro, azeite, vinagre, shoyo, entre outros. Tudo o que for líquido deve entrar no pote nesta hora. Não deixe que ultrapasse um dedo de molho, caso contrário sua salada ficará encharcada.

2). Coloque ingredientes que podem ficar em contato com líquidos, como cebola, pepino, pimentão, cenoura, feijões, grão de bico, rabanetes, repolho, vagens, etc, pois caso contrário sua salada pode murchar e estragar mais rapidamente.

3). A terceira camada é a dos alimentos mais pesados e também os mais saborosos, os acompanhamentos que dão um sabor especial à salada. Pode ser usado milho, tomate, ervilha, palmito, azeitona, cebolinhas, brócolis, nozes, castanhas, morango, abacaxi, manga, cogumelos, croutons, além de frutas secas como damascos e uvas passas, entre outros.

4). A última camada é a de folhas. Esta camada deve ser a mais generosa, ocupando quase a metade do vidro. Utilize verduras como alface, repolho, acelga, rúcula, espinafre, etc. Vale lembrar que as folhas devem estar bem secas, pois caso sejam guardadas molhadas elas estragam rapidamente.

7d3f92b7ad978925b5d4a7c55c83e581

Para a máxima conservação de sua salada use ingredientes frescos. Feche bem o vidro e abra o pote novamente apenas quando for consumir, mexendo bem o vidro para misturar os ingredientes e o tempero.

Quanto a escolhas dos ingredientes, use sua imaginação e bom apetite!!

Espero que tenham gostado!!!

Beijoka da Let´s ❤

Dança do Ventre

Hi,

Gente, resolvi dar um up na minha mudança radical… vou voltar a fazer a dança do ventre!

Estou muito decidida em mudar radicalmente, mas confesso que estou tendo alguns momentos meio que deprê!

Por conta disso, resolvi, tirar as roupinhas do armário e voltar com uma das coisas preferidas que adoro fazer…Dança do Ventre!

Gente, a dança é maravilhosa, além de ser um exercício que você faz sem perceber… mexe com músculos que você nem sabia que existia…

10665246_4733521594120_2176711896110968823_n

Tô fazendo um diário secreto, e assim que conseguir atingir a primeira meta, eu posto para vocês!

Mas, aceito todo tipo de dicas e comentários, além das trocas de figurinhas… para não perder no caminho…

Então, além da dança do ventre, vou voltar com a Yoga e a Zumba!

Além do treino de 8 semanas, que já falei com vocês!

Vou separar algumas músicas da dança do ventre, caso vocês animem ai, essa semana eu coloco na página Eu indico!

Beijo grande lindezas!!!

E uma ótima semana!

🙂

STRONGER Workouts

Gente,

Vou tentar, eu juro!

Amanhã começo um treino de 8 semanas que pretendo com toda a força do meu coração, fazer sozinha!!!

Pelo que andei vendo no site, os treinos começam de vagar e depois aperta!

Com duração de 30 minutos!!!

Quem anima ai, vem comigo!

Portanto, bom sonhos que amanha de 12/09/2014, temos um encontro!

Se você quiser, vai dando uma olhadinha nos vídeos pra animar!!!

O link é esse ai: http://analycia.blogs.sapo.pt/

Beijosss

#saindodocasulo

Exercícios para controlara Ansiedade e o Medo.

Olá, hoje estou bem Zen, não é?

Mas pensei que nesse tempinho de frio e também com o final de semana, seria legal dar uma equilibrada em nossas emoções, que tal?

Como falei, em algum post atrás, todo ano eu tirava uma época para poder achar um equilíbrio interior, mas para isso eu me afastava alguns meses de amigos, parentes, para poder me concentrar apenas neste equilíbrio. Hoje, aprendi que não é necessário se afastar para fazer isso, e aos poucos estou aplicando alguns exercícios que consigo fazer nos 20 minutinhos que tiro para mim diariamente.

Recentemente descobri que a ansiedade está ligada ao medo, claro, faz sentido, porém a gente nunca pára e fica pensando nisso, não é verdade? A gente sempre diz como está ansiosa, coloca toda culpa na ansiedade e pronto!

Porém, se você analisar bem, a ansiedade só foi causada por consequência de um medo!

E se a gente sabe qual medo se trata, não seria bom resolvê-lo?

Partindo desse princípio, estou combatendo alguns medos com exercícios, vou dividir com vocês!

Espero que gostem!!!

Estes exercícios, devem ser feitos todos os dias. E no caso de pânico, devem ser feitos de 30 á 40 minutos, explica a Doutora Evelyn Vinocur em http://www.minhavida.com.br/saude/materias/12562-passo-a-passo-para-voce-enfrentar-o-medo.

EXERCÍCIO PASSO A PASSO

EXERCÍCIO: Sentado em uma poltrona ou cadeira, a primeira coisa que deve ser aprendida é uma técnica de controle da respiração que será usada sempre nas seguintes situações:
1- quando você estiver tendo um ataque de pânico; ao perceber que o ataque está se iniciando e ganhando corpo, você imediatamente procurará respirar de forma que será descrita logo abaixo:
2- entre cada um dos exercícios que irei mencionar.

Aprendendo a respirar

Após realizar cada um dos exercícios, você deverá inspirar o ar pelo nariz, devagar, realizando a respiração abdominal, isto é, o ar vai para a barriga e não para o tórax. E vai soltar o ar mais lentamente ainda pela boca. O ideal é você inspirar em 3 tempos e soltar o ar em 3 tempos também, isto é, contando até três. Não utilize grande quantidade de ar. Apenas respire devagar e lentamente. Suavemente. Se achar melhor, espalme a mão sobre o abdome e observe-a como se movem. São elas, e não o seu tórax, juntamente com o seu abdome, que devem se mover para a frente. Essa técnica é muito importante de ser aprendida porque, durante uma crise de pânico, a pessoa sente falta de ar e respira de uma forma mais rápida e profunda. Esse fenômeno é conhecido como Hiperventilação e leva a um desequilíbrio ente as quantidades de oxigênio e gás carbônico dentro do organismo. Ao hiperventilar, a pessoa faz com que ocorra uma diminuição do gás carbônico e um aumento relativo do oxigênio, e essa alteração química gera sintomas como tontura, sensação de desmaio, estranheza e formigamento nos membros. Essa técnica do controle da respiração é bem conhecida há mais de 10 anos. Se você puder controlar a sua respiração, terá metade dos sintomas do pânico sob controle. Depois que aprender a respirar, você pode iniciar os exercícios de exposição interoceptiva que estão explicados abaixo:

EXERCÍCIO I:

Sentar em uma cadeira e balançar a cabeça de um lado a outro, como se tivesse expressando um NÂO. Procure fazer um giro amplo de cabeça e mantenha os olhos SEMPRE abertos. Duração do exercício: 30 segundos. A seguir, inicie imediatamente o controle da respiração até que a tontura passe. E vá para o outro segundo exercício.

EXERCÍCIO II:

Sentado na cadeira, incline o tronco para a frente e os braços para baixo. Deixe que suas mãos toquem o chão. Permaneça nessa posição por 30 segundos e erga rapidamente o tronco retornando à posição original. Faça o controle da respiração até que volte a se sentir bem. Poucas pessoas sentem mais que uma discreta vertigem nesse exercício.

EXERCÍCIO III:

Fique de pé e corra parado no mesmo lugar, acelerado, por 1 minuto. Ou então, suba e desça um lance de escada (sem correr) por três ou quatro minutos. Seja qual for o exercício escolhido o importante é que ele produza algum grau de taquicardia e falta de ar. Caso contrário, aumente o tempo ou faça mais intensamente. Retorne ao controle da respiração e não se preocupe se tiver mais dificuldade para obter o controle. Lembre-se que você se exercitou e está com falta de ar. Aos poucos, seu ritmo respiratório voltará ao normal bem como as batidas do seu coração.

EXERCÍCIO IV:

Coloque uma cadeira no centro da sala. Caminhe rapidamente ou corra ao seu redor, num movimento circular. Por 1 minuto e a seguir, sente-se na cadeira. O exercício deverá provocar uma tontura giratória. Controle a respiração até que o desconforto passe.

EXERCÍCIO V:

Sentar na cadeira, respirando rápida e profundamente, com a boca aberta e usando o tórax durante 30 segundos. Esse exercício é o de hiperventilação e deverá provocar estranheza, tontura e formigamento nas mãos. Se não ocorrer nenhum sintoma, aumente o tempo para 1 minuto ou respire mais rápido e com maior profundidade. Controle a respiração, logo a seguir. Repita essa série de exercícios mais duas vezes.

Não pode fazer um exercício de manhã, dois à tarde e um à noite. Os exercícios são encadeados uns com os outros. Além disso, é importante o tempo total de exposição e a ansiedade desencadeada durante esse tempo.

Faça um diário dos exercícios. Anotando a ansiedade que sentiu com os exercícios atribuindo notas de 0 a 10 a cada um deles: 0=ausente 1,2,3=leve 4,5,6=moderada 7,8,9=intensa 10=pânico.

Anote no caderno a data, os exercícios que foram feitos e a ansiedade experimentada antes e logo depois de cada exercício.

Repetindo: se os exercícios não estiverem produzindo nenhuma ansiedade ou desconforto, sua intensidade e duração deverão ser aumentadas ou outros exercícios poderão ser acrescentados:
a- girar ao redor do próprio corpo (brincar de bêbado).
b- Prender a respiração por 30 segundos
c- Respirar através de um canudo por 2 minutos.
d- Olhar fixamente para a claridade do dia ou para uma luz forte por um minuto e a seguir ler.

Caso algum exercício gere efeitos muito ruins, diminua a intensidade e velocidade. Mas não deixe de fazê-lo. Esquivar-se é a contramão do tratamento.

Procure fazer os exercícios diariamente compare as notas que são dadas à – ansiedade em cada um deles. Observe se ocorrem mudanças. Observe também se a freqüência e a intensidade dos ataques diminuíram.

Ao final de 10 semanas é de se esperar que tenha havido uma diminuição na freqüência e intensidade dos ataques ou mesmo sua extinção. O que não significa que você esteja curado e sim que tem os sintomas sob controle.

A grande vantagem que existe em se fazer a exposição é que é você quem adquire o instrumento que o torna capaz de controlar as suas crises.

Agora para controlar a tal ansiedade, separei umas dicas bem legais:

  • Mude sua atitude em relação ao problema. Tente informar-se sobre o que está causando a ansiedade.
  • Respeite suas limitações e, quando for preciso, peça ajuda.
  • Respire fundo e calmamente. Feche os olhos, imagine-se numa praia e imagine um mar com ondas cada vez mais lentas.
  • Mantenha pensamentos positivos e evite situações que remetam a pensamentos negativos ou autodestrutivos.
  • Valorize e viva o presente. Se a ansiedade é causada pelo passado, nada poderá ser feito para mudá-lo e, se for relacionada ao futuro, poderá te impedir de viver o presente.
  • Identifique o que causa ansiedade ou tristeza e mantenha-os longe.
  • Dedique-se a alguma atividade no tempo presente e mantenha sua mente focada neste objetivo, evite distrações e, principalmente, as situações que podem causar ansiedade.

Este site, tem alguns exercícios bem legais de relaxamento!

Olha que legal!

Exercícios de distração e relaxamento psicológico

     Os exercícios de distração e relaxamento são utilizados e ensinados por psicólogos, psiquiatras e terapeutas em geral como formas de aliviar e tratar sintomas de ansiedade, depressão, pânico, traumas, fobias e inúmeros outros.

    Exercícios devem ser praticados no meio da crise, por exemplo, durante o ataque de pânico ou quando se estiver lembrando (revivendo) um trauma.

    O principio básico desses exercícios é controlar os pensamentos sintomáticos que são a causa do aparecimento dos transtornos. Por serem eficientes e fáceis de aplicar eles são comumente ensinados em livros de autoajuda e por espiritualistas, então não estranhe se já tiver ouvido falar em alguns deles:

 Exercícios de distração ou jogos mentais

Contagem regressiva: consiste em contar de maneira regressiva (de traz para frente) mentalmente os números a partir de 100 ex: 99, 98, 97… até chegar ao numero um. Uma variação é saltar os números de dez em dez (100, 90, 80…) ou cinco e cinco. Para tornar o exercício mais eficaz pode acrescentar autossugestões nos últimos números:
7… Estou retomando o controle ,
6… estou bem mais calmo agora.
5… A ansiedade e nervosismo estão desaparecendo
4… Sinto todos os meus músculos relaxados
3… A tranquilidade e a paz estão invadindo a minha mente
2… Sinto o meu coração batendo suave e calmamente
1… Nesse momento estou me sentindo calmo e relaxado

Descrição: é basicamente descrever algo ou algum ambiente com riqueza de detalhes, lembrando-se de cores, formas, material de que é feito, textura etc. como disse pode se resumir a um objeto, assim que ele for totalmente descrito passa-se para outro até que a crise tenha passado.

Soletrar: falar mentalmente as letras do nome de alguma pessoa, (geralmente membros da família) de trás para frente, por exemplo, meu nome Cesar Borella: a,l,l,e,r,o,b – r,a,s,e,c.

        Você mesmo pode criar seus jogos mentais, mas lembre-se de que eles não podem ser muito fáceis, pois a intenção é que eles sejam capazes de ocupar toda a sua atenção.

Meu local seguro

     É uma técnica bastante conhecida. Pense em um lugar que para você é relaxante e confortável, pode ser um lugar real no qual você já esteve ou então um lugar criando pela sua imaginação. Crie na sua mente todos os detalhes que você considera relaxante e confortável. O seu local pode ser: Uma cabana, praia, caverna, castelo ou qualquer outro que quiser. A única regra é que ele seja rico em detalhes:

  • O vento
  • A cor do sol e do céu
  • A textura do tapete, esteira ou sofá que você se encontra
  • Cheiros
  • Sons
  • Esse é um lugar só seu, e só entra quem você deixar. Toda vez que se sentir ansioso (a), com medo ou com qualquer sensação ruim volte para o seu local seguro.

Técnica de respiração profunda

  1. Coloque as mãos sobre o abdômen
  2. Expire todo o ar dos seus pulmões, comprima o abdômen para que o ar vá para a parte superior dos pulmões.
  3. Inspire profundamente dirigindo o ar até a parte inferior do abdômen, sua barriga deve estufar como se estivesse se enchendo de ar.
  4. Repita essa operação lentamente umas dez vezes

respiração e relaxamento psicológico

Contração e relaxamento

Contraia completamente e com toda a força os músculos do rosto, como se fosse virar o Hulk (sou um nerd, não consigo pensar em uma explicação melhor…), segure essa tensão por alguns estantes e depois relaxe completamente os músculos do rosto. Repita esse procedimento com outras partes do corpo: pescoço, ombros…

Alongamento e relaxamento

alongamento e relaxamento

Os exercícios de alongamento e relaxamento corporal indicados nas empresas também são ótimos para aliviar sintomas relacionados ao stress, ansiedadedepressão:

 

Espero que tenham gostado!

A Importância da Drenagem Linfática no Pós-Operatório

Drenagem Linfática

Após uma cirurgia, os canais linfáticos são danificados e se recompõem muito lentamente. A Drenagem Linfática tem o objetivo de auxiliar o escoamento de líquidos e toxinas do corpo, reduzindo o inchaço e evitando o acúmulo localizado de líquido e as indesejáveis fibroses que podem se formar.

A Drenagem Linfática pós-operatório é uma massagem específica que pode ser efetuada em todos os tipos de cirurgia. Além de acelerar a recuperação do paciente, promove a melhora da autoestima e mantém o estado psicológico em condições normais. Ela deve ser feita no corpo todo para estimular a circulação linfática geral e, na área operada, o trabalho deve ser mais detalhado.

Quanto antes se fizer a drenagem linfática, melhor será o resultado final e menor será a fo
rmação de fibroses pós-operatórias. Pode ser realizada após 48 horas da cirurgia.

Importante lembrar que todos os procedimentos indicados no pós-operatório necessita da permissão do cirurgião.

Drenagem

POR QUE A DRENAGEM É INDICADA NO PÓS-OPERATÓRIO?

A drenagem linfática no pós-operatório é indicado também paraaliviar dores, remoção de hematomas, redução de fibrose, acelerar o processo de cicatrização e recuperação
. A técnica é considera indispensável em casos de abdominoplastia, lipoaspiração, mamoplastia, hidrolipoaspiração, blefaroplastia, rinoplastia, ritidoplastia, mastectomia total ou parcial e cirurgias de prótese de silicone.

QUAIS OS CUIDADOS DURANTE AS SESSÕES?

A drenagem linfática no pós-operatório pode ou não ser aplicada no corpo todo, para que a circulação linfática geral seja estimulada. O profissional que aplicar a técnica deverá tomar cuidado na área operada, os movimentos deverão ser mais delicados, com o cuidado e intuito de diminuir o processo inflamatório e, por consequência, as dores causadas.

Fonte: http://www.dicasdemassagem.com.br/drenagem-linfatica-no-pos-operatorio#ixzz39SWgqUep

Achei muito Legal esse vídeo, explica direitinho como é feita e como funciona a Drenagem Pós – operatório!


Caso vocês tenham dúvidas podem me perguntar, ok?!